“Todo de Maria”


Toda a vida do Santo Papa João Paulo II foi consagrada a Jesus Cristo pelas mãos da Virgem Maria!

A expressão “totus tuus”, do latim, significa “todo teu” (todo de Maria). Ela ficou mais conhecida porque foi o lema do pontificado do saudoso Papa João Paulo II, que usou essas palavras por causa da sua particular devoção e consagração à Virgem Maria. Porém, a expressão “totus tuus” tem sua origem nos escritos São Luís Maria Grignion de Montfort (31 de janeiro de 1673 - 28 de abril de 1716), e significa a consagração total à Virgem Maria.

São Luís Maria, em seu Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, usa estes termos como fórmula de renovação da consagração: “Tuustotus ego sum, etomniamea tua sunt”, que quer dizer: “Eu sou todo teu, e tudo o que é meu te pertence”. O Santo recomenda que se renove a consagração pelo menos uma vez por ano, mas esta pode ser feita também uma vez por mês, mediante uma preparação, e pode até mesmo ser renovada todos os dias por essas breves palavras (cf. TVD 233).

A vida de Karol Wojtyla, que depois se tornou Papa João Paulo II, é um exemplo excepcional da profundidade do significado destas palavras e da eficácia da consagração a Maria. Sua vida também é um testemunho eloquente daquilo que significa a consagração total à Nossa Senhora. Toda a vida do Santo Papa João Paulo II foi consagrada a Jesus Cristo pelas mãos da Virgem Maria. O brasão com a letra “M” e o seu lema “totus tuus” simbolizam a sua total entrega a Maria. O Santo Padre chegou a afirmar que, principalmente nos momentos mais difíceis e decisivos de sua vida, a consagração à Virgem Maria foi de suma importância.

Desde a sua juventude, Karol Wojtyla nutriu esse amor por Maria. Quando ainda seminarista, Karol se consagrou a ela pelo método do Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, de São Luís Maria. Durante toda a sua vida, ele esteve unido à Virgem Maria: enquanto Sacerdote, depois como Bispo e finalmente como Papa. A Mãe do Senhor Jesus esteve sempre presente em suas reflexões teológicas. Os documentos aprovados por João Paulo II têm como característica a sua confiança em Maria.

O Santo Padre não somente se consagrou à Virgem Maria, mas também consagrou o mundo inteiro a ela. No dia 7 de junho de 1981, na Basílica de Santa Maria Maior, João Paulo II consagrou o mundo ao Imaculado Coração de Maria. Em sua oração, ele pede à Virgem Maria: “Tomai sob a Vossa proteção materna a inteira família humana que, com enlevo afetuoso, nós Vos confiamos, ó Mãe”.

Este homem extraordinário foi um grande sinal da bondade e da misericórdia de Deus em nosso tempo, realizando um ato profético ao consagrar a humanidade à Mãe de Deus.

Comunidade Servus Christi

Vargem Grande do Sul-SP

  • Twitter
  • del.icio.us
  • Digg
  • Facebook
  • Technorati
  • Reddit
  • Yahoo Buzz
  • StumbleUpon

Deixe um comentário