QUEM SOMOS


Vida Consagrada

A Vida Consagrada é o modo de viver das pessoas que, numa tentativa de renúncia de si mesmo e na vivência de vínculos e compromissos baseados nos conselhos evangélicos buscam o restrito seguimento de Cristo em vista do serviço à Igreja, na evangelização, intercessão e promoção humana. Podem ser leigos ou clérigos, homens ou mulheres. Tradicionalmente, esta consagração se dá nas Ordens e Congregações religiosas, mas, recentemente, a Igreja vê florescer um conjunto de novas realidades, comunidades e associações, que apresentam um caminho de consagração a pessoas, sem que estas renunciem à sua vida familiar e, muitas vezes, profissional, permanecendo no meio do mundo.

“Ao longo dos séculos, nunca faltaram homens e mulheres que, dóceis ao chamado do Pai e à moção do Espírito, elegeram este caminho de especial seguimento de Cristo, para dedicar-se a Ele com coração ‘indiviso’” (1 Co 7,34) (João Paulo II, na introdução do documento “Vita consecrata”).

Novas Comunidades

Novas Comunidades são agregações de fiéis, por iniciativa própria dos leigos ou, em alguns casos, por iniciativa de um sacerdote. Unem-se em pequenas comunidades com sede própria, estatutos ou regras de vida, carisma próprio, registro civil da entidade, com coordenação independente e assistência de um sacerdote (assessor) indicado pelo Bispo. Desenvolve trabalho intenso de evangelização, enfatizando o anúncio, atividades pastorais abertas ao povo (reuniões para oração, evangelização, catequese, missas), bem como de assistência social (obras caritativas, cursos). Além do carisma e da espiritualidade, também compõem a identidade das novas comunidades o uso de um símbolo de uso comum.

Símbolo O símbolo da Comunidade Jesus Caminho Seguro é a “Cruz de Cristo” com alguns sinais, ligados à Fé Cristã – Católica;

* No centro da cruz há um Cálice com a Eucaristia, centro da Vida da Igreja.

* No cálice, 07 triângulos representam os 07 Sacramentos (Batismo, Confirmação ou Crisma, Eucaristia, Penitência ou Confissão, Ordem, Matrimônio e Unção dos Enfermos).

* Os três pontos coloridos, nestes triângulos, representam a Santíssima Trindade:

Azul – o Pai, Branco – o Filho e Vermelho – o Espírito Santo;

* O peixe, na base do cálice, representa o sinal do cristão, com o qual eles se identificavam na época das primeiras comunidades.

Por fim, aos pés da Cruz, temos o “S” de JESUS lembrando que só Ele é o único Caminho Seguro.

  • Twitter
  • del.icio.us
  • Digg
  • Facebook
  • Technorati
  • Reddit
  • Yahoo Buzz
  • StumbleUpon

Deixe um comentário